Microrganismos do bem e os superalimentos

17, setembro de 2019

Nesta terça-feira, 17 de setembro, é celebrado o Dia Internacional do Microrganismo. Confira o texto escrito pela Coordenadora do Laboratório de Microbiologia Geral da UVV, Clarisse Máximo Arpini.

Microrganismos do bem e os superalimentos

 

Com certeza você já ouviu falar inúmeras vezes sobre microrganismos, germes, bactérias, fungos e vírus. E, quase sempre, foi sobre os possíveis problemas que eles podem causar, seja na nossa saúde ou no meio ambiente. Mas você já ficou sabendo sobre os superalimentos (alimentos funcionais) e os diversos benefícios que podem nos trazer?

Então talvez você esteja se perguntando o que eles têm a ver com os microrganismos. Te respondo: muito, mas muito mesmo!

Nós habitualmente consumimos alimentos que são produzidos com o auxílio dos microrganismos. Alguns até podem ser considerados magos da culinária, pois sem sua ação não teríamos sabores tão agradáveis como o de chocolate, ou mais peculiares como os de alguns queijos por exemplo. Talvez, sem eles, nossas comemorações poderiam não ter o mesmo sabor, o que seriam delas sem um bom vinho ou a famigerada cerveja? Graças a esses microrganismos do bem temos os superalimentos, que vão desde um simples leite fermentado até o Kefir.

Kefir – um velho conhecido da população. Muitas pessoas reconhecem que este alimento fez parte da sua infância, mas não faziam ideia dos seus benefícios. Surgido na Turquia há mais de 4 mil anos, ele apresenta uma aparência de grão de canjica, contendo diversos microrganismos nele. Diferente da maioria dos probióticos (alimentos que possuem microrganismos vivos benéficos ao nosso organismo) encontrados comercialmente, o Kefir é composto por vários tipos diferentes de microrganismos, incluindo bactérias e leveduras. Cada microrganismo é responsável por uma reação química que resulta na produção do sabor, textura e odores similar ao iogurte. Assim como na produção de vitaminas e substâncias químicas que, quando ingeridas, influenciam no bom funcionamento do nosso corpo.

Em todo o mundo são desenvolvidas inúmeras pesquisas que já comprovaram os efeitos do Kefir, como a melhora do funcionamento intestinal, modulação da resposta imunológica, melhora da glicemia e colesterol dentre outros achados. Nos laboratórios da UVV do Complexo Biopráticas são desenvolvidos há cerca de 10 anos pesquisas sobre o Kefir. Já temos resultados positivos sobre pressão arterial, resposta cognitiva e, em breve, iniciaremos estudos sobre o combate a microrganismos patogênicos. Enfim, este alimento tem se mostrado um grande aliado no tratamento de várias doenças. Mas também vale ressaltar que, por ser um alimento manipulado em nossas casas, temos que ter uma atenção especial com a higiene na hora de prepara-lo para garantir que só estaremos ingerindo saúde.