UVV se mantém no ranking das melhores universidades da América Latina

29, julho de 2020

O Times Higher Education Latin America University Rankings divulgou, neste mês, a lista com as universidades da américa latina e região do caribe mais bem-conceituadas no mundo e, novamente, a Universidade Vila Velha (UVV) é reconhecida no ranking e posiciona o Espírito Santo como protagonista na Educação Superior do Brasil.

O ranking da América Latina é baseado nos mesmos indicadores de performance que norteiam o THE World University Rankings, que é o principal ranking universitário do mundo, onde apenas as melhores instituições de ensino superior são listadas. Todas as instituições que constam no ranking, são julgadas em relação aos aspectos: ensino, pesquisa, transferência de conhecimento, perspectiva internacional e reputação. Para ser classificada, cada universidade precisa incluir os dados dos indicadores solicitados pelo ranking, resultando em uma pontuação total para a instituição. Posteriormente, o THE usa uma abordagem de padronização para cada indicador.

Em 2020, o ranking inclui 166 universidades, de 13 países, e o Brasil é novamente o país com o maior número de instituições presentes no ranking, somando 61 universidades. A Universidade Vila Velha é a única instituição de ensino superior particular do Espírito Santo a integrar este seleto grupo.

Para Denise Endringer, Pró-reitora de pesquisa, pós-graduação e extensão da UVV, o ranking do THE contribui, principalmente, para que os jovens que estão em busca de uma universidade, possam analisar quais são as melhores opções para seguir seu ensino superior.

“Ao escolher uma universidade, buscamos informações sobre sua qualidade de ensino, pesquisa e extensão. O ranking THE auxilia nesta confirmação da qualidade de uma maneira simples e com amplo acesso. Estar no THE Latam reforça nossa reputação acadêmica e indica a UVV como uma instituição com ensino de alta qualidade e que oferece continuidade do aprendizado”.

Denise ainda reforça que manter-se no ranking, reflete as principais forças da Universidade Vila Velha: o ensino, a pesquisa a e a inovação, principalmente considerando que a UVV é uma instituição particular, com financiamento próprio de infraestrutura de pesquisa e de ensino, com apoio econômico federal ou estadual somente em projetos de pesquisas captados pelos professores, financiando principalmente o custeio da pesquisa.

“Em todos os indicadores, evoluímos em relação a nossa entrada no ranking, refletindo o alinhamento de toda a comunidade acadêmica na formação completa dos nossos discentes”, complementa Denise Endringer.

Esta conquista é uma vitória de toda a comunidade acadêmica da Universidade Vila Velha, afinal, alunos, professores e colaboradores buscam diariamente, ano após ano, evoluir a infraestrutura, pesquisas e metodologias de aprendizado, contribuindo, assim, para um ensino de excelência reconhecimento mundialmente.