Dicas de pesquisadoras da UVV para inspirar as cientistas do futuro

11, fevereiro de 2022

Hoje, dia 11 de fevereiro, comemora-se o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência. A data foi instaurada pela ONU em 2015 para promover a igualdade de gênero e o empoderamento feminino no meio científico, em sintonia com os objetivos de desenvolvimento sustentável traçados para a Agenda 2030.

Em comemoração à data, convidamos pesquisadoras da UVV para deixarem sugestões e palavras de encorajamento para outas mulheres e meninas que sonham em se tornar cientistas. Confira as mensagens abaixo:

 

Paula Emely Cabral Torres Santos

“Diria para ela nunca duvidar da sua capacidade de criar. É a diversidade de pensamentos que permite o desenvolvimento de uma ciência que atenda as mais diferentes demandas da sociedade. Todo ser humano tem a capacidade infinita de criar, nossos pensamentos são o exemplo mais claro desse nossa capacidade: nele exploramos possibilidades tanto para o passado, quanto para o presente e futuro, o que nos mostra a inata característica humana de ser um cientista: avaliamos o que já aconteceu, compreendemos os fenômenos existes e desenvolvemos respostas para o futuro.”

Paula é mestranda em Arquitetura e Cidade na UVV e estuda Arquitetura e Neurociência, com o recorte mecanismos de memória e atenção e suas implicações para o processo de aprendizagem.

 

Leandra Martins Meireles

“Estude muito e lembre-se que o conhecimento é desenvolvido ao longo do tempo. Lembre-se que você vive aquilo que acredita. Acredite no seu propósito e não desista. Por que o propósito te direciona para um caminho que te levará a desenvolver conhecimento e habilidades. E assim gerar cuidado com o próximo.

Acredito que esse é nosso objetivo maior. Desenvolver conhecimento e produzir possibilidades de cuidar das pessoas e proporcionar melhor qualidade de vida.

Certa vez ouvi que é impossível parar um sonhador entender o poder que em si habita. É impossível parar um indivíduo que entendeu a identidade que carrega. Saiba qual é seu propósito na ciência e siga firme nessa direção. Não pare! Sua persistência irá gerar frutos de cuidado ao próximo que mudará uma geração.”

Leandra é doutoranda em Ciências Farmacêuticas na UVV e investiga os efeitos do uso de agrotóxicos fungicidas sobre fungos patogênicos e a relação do uso dos agrotóxicos com o desenvolvimento de resistência cruzada com antifúngicos clínicos.

 

Samira Medeiros Cerqueira

“A sugestão que eu deixaria é que aproveitem toda oportunidade de pesquisa que tiverem durante a formação e que estabeleçam conexões com outras e outros cientistas, pois essas trocas são extremamente importantes na construção do conhecimento e no desenvolvimento do pensamento crítico. O estudo constante e o comprometimento com a ciência são fundamentais nesse processo.”

Samira é mestranda em Segurança Pública na UVV e estuda a primeira unidade prisional exclusiva e de referência à população LGBTQIA+ no Brasil, inaugurada no Espírito Santo em abril de 2021.

 

Mariana Barbosa Reis

“Não deixem de colocar o sonho em ação. Sempre há tempo. Tempo para acreditar, esperar, e tempo para seguir o caminho ou descobrir novos percursos.”

Mariana é mestranda em Sociologia Política na UVV e estuda a pandemia da COVID 1, sob o recorte “a onda invisível das pessoas com deficiência.”