Resultados dos projetos de extensão aprovados em 2022 é divulgado!

16, março de 2022

A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão da UVV, apoiada pelo Comitê Interno de Avaliação das propostas submetidas ao Edital de Extensão n. 33/2021, divulgou o resultado final dos projetos de extensão aprovados para o primeiro semestre de 2022.

São 9 projetos que tem como objetivo central em contribuir com os interesses da sociedade.

“A extensão universitária é um dos pilares, junto ao ensino e a pesquisa. É a comunicação entre universidade e a sociedade, promovendo a troca de saberes científicos e espontâneos de modo que os conhecimentos se complementem realizando mudanças significativas para a sociedade”, destaca Maria Aparecida Javarini, coordenadora de Extensão.

Conheça um pouco sobre os projetos:

 

Adote Uma Casa 2022 – Clóvis Aquino de Freitas Cunha

O Projeto de Extensão “ Adote uma Casa, iniciado em 2015, é uma iniciativa do NEP/UVV e tem como objetivo realizar melhorias habitacionais através de reformas em moradias localizadas em áreas de interesse social, com recursos disponibilizados através de parcerias preestabelecidas e doações de pessoas físicas e jurídicas.

 

Educação ambiental no Parque do Morro da Manteigueira: trilhas interpretativas e atividades práticas de herborização – Walace Pandolpho Kiffer Junior

O Parque do Morro da Manteigueira localizado no bairro da Glória, município de Vila Velha, embora impactado, fornece dados para o desenvolvimento de projetos de educação ambiental. Está inserido num fragmento de Mata Atlântica com rotas e trilhas onde o visitante poderá caminhar e observar representantes da fauna e flora característicos. Este projeto será realizado com alunos de escolas do Ensino Fundamental e Médio e visa a sua conscientização pela preservação do meio ambiente com aplicação de práticas educativas como trilhas guiadas, herborização de plantas e organização de mostruários.

 

Animais Terapeutas – Terapia Assistida por Animais em crianças com Trissomia do Cromossomo 21 (Síndrome de Down) – Fernanda de Toledo Vieira

A terapia assistida por animais (TAA) é utilizada como instrumento em diversos tratamentos, com muitos efeitos benéficos em pacientes com necessidades específicas, com deficiência intelectual, hospitalizados, idosos, dentre outros. A TAA objetiva promover o bem-estar, saúde emocional, física, social e cognitiva, sendo o animal o principal agente da terapia, que funciona como ponte de ligação entre o tratamento (terapeuta) e o paciente. Objetiva-se trabalhar terapias diversas tais como fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional em crianças com a Trissomia do Cromossomo 21 (Síndrome de Down) utilizando-se sessões de 30 minutos cada sessão totalizando até 1:30h de terapia semanal durante 9 meses na presença de animais co-terapeutas. A presença do animal torna o ambiente mais prazeroso e lúdico, trazendo assim aceitação por parte das crianças e consequentemente melhores resultados durante a aplicação das terapias

 

Unidade de Conservação do Parque da Manteigueira: Reconciliação da área verde com a cidade – Larissa Leticia Andara Ramos

Esse Projeto de Extensão busca vivenciar junto à comunidade escolar, atividades práticas socioeducativas, tais como oficinas interativas e jogos didáticos , com a – e na – natureza, que estimulem a valorização, conservação e reconciliação da área verde do Parque da Manteigueira com o contexto urbano municipal. A partir de uma vivência diferente do cotidiano das salas de aula, busca-se através de atividades lúdicas, divertidas e criativas estimular um novo olhar para o meio ambiente, sobretudo, para as áreas verdes urbanas de Vila Velha. Uma experiência considerada enriquecedora para alunos, educadores e a comunidade universitária.

 

Atenção educativa em saúde do idoso: Interface Atividade física e o propósito de vida de idosos pertencentes a uma comunidade do município de Vila Velha – Fabiano Moura Dias

Trata-se de um projeto de extensão, com viés científico, onde será ofertado um programa de educação em saúde aos idosos pertencentes à comunidade de Vila Velha, com ações educativas e de caráter prático (alongamento, exercícios aeróbios, treino proprioceptivo, atividades recreativas), através do desenvolvido um estudo do tipo ensaio clínico não controlado, com avaliações de variáveis sócio demográficas e antropométricas.

 

Práticas educativas em Saúde ao cuidado da Gestante, Puérpera e Recém-nascido “Mães de ouro”- Glaucia Cristina dos Santos França Sant’ Ana

O presente Projeto de Extensão , vinculado ao Curso de Enfermagem de Universidade Vila Velha (UVV), tem por finalidade desenvolver capacitação e aperfeiçoamento de conhecimentos na área de Saúde da Mulher e do Recém-nascido , voltado para acadêmicos de enfermagem, visando ações de promoção da saúde e educação continuada para gestantes e puérperas, usuárias do SUS (Sistema Único de Saúde), sendo extensivo à sociedade em geral através do desenvolvimento de atividades assistenciais de prevenção e promoção da saúde, contando inclusive com divulgação em redes sociais com conteúdo com base científica. O projeto será desenvolvido na Fundação Carmem Lucia, situado em Vila Velha (ES). Dentre as atividades previstas podem ser citados: Cursos para gestantes; palestras; rodas de conversa; consultas de enfermagem; estudo de caso que possam gerar pesquisas e publicações científicas.

 

Patrimônio capixaba e participação popular, a reabilitação da Igreja de Nossa Senhora da Penha em Santa Cruz – Aracruz – : Luiz Marcelo Gomes Ribeiro

Com sua dinâmica sequencial está planejado a curto e médio prazo e articulado ao processo de trabalho com a comunidade e também em possibilidades práticas de aprendizado extra para o núcleo supracitado. Objetiva, ainda, trabalhar para o comprometimento e envolvimento das novas gerações da população local, bem como, os futuros profissionais da arquitetura e urbanismo na reflexão quanto a importância da preservação, memória social coletiva, identidade e o impacto desses temas sobre os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis; por meio da atuação de professores, bolsistas e voluntários, visando a inserção da educação para o patrimônio no cotidiano da comunidade, além de dinamizar as práticas que contribuem para a valorização do ambiente urbano o que possibilita inserção social e educativa da população.

 

Criação de comunicação para o Parque do Morro da Manteigueira – Etapa 2022 – Maria Aparecida Torrecillas Abreu

O presente projeto visa a criação de um Sistema de Identidade Visual para o parque, a ser aplicada na sinalização interna e externa do local, assim como em materiais educativos e de divulgação. Além do sistema de identidade visual, será desenvolvido um vídeo educativo institucional para o acolhimento de visitantes, com informações importantes sobre a área e sua preservação. Por fim, será criado um e-book que conterá imagens e informações gerais sobre o parque e que ficará hospedado em local a ser definido pela Prefeitura Municipal de Vila Velha, para acesso público geral.

 

Yoga no Campus – Murilo Eduardo dos Santos Nazario

O projeto de extensão intitulado Yoga no Campus, criado em 2018, tem como objetivo proporcionar a prática regular do Yoga para universitários da Universidade Vila Velha e comunidade adulta dos bairros que circundam o Campus Boa Vista. A metodologia que orienta este projeto pauta-se pela Pesquisa Ação existencial, pois espera-se que os graduandos em educação física desenvolvam competências, habilidades e atitudes para avaliar, planejar, sistematizar e aplicar programas de ensino aprendizagem treinamento com o yoga, oferecendo às participantes possibilidades de atividade física regular, autoconhecimento e momento de organização das emoções e sensações cotidianas.