Escrever à mão fortalece o cérebro e estimula o aprendizado

8, agosto de 2019

Em tempos de revolução tecnológica e do digital cada vez mais presente em nossa vida, escrever à mão pode parecer um hábito arcaico e sem propósito, mas estudos científicos indicam exatamente o contrário.

Escrever à mão é um exercício que envolve diversas áreas do cérebro. Ativa zonas que normalmente não são exercitadas quando estamos digitando. Isso acontece porque escrever à mão é um ato consideravelmente mais complexo do que digitar.

Quando escrevemos, o cérebro assimila melhor as informações. O ato demanda o trabalho conjunto de diversas zonas cerebrais e estimula o fortalecimento do campo voltado ao aprendizado. Ou seja, quem escreve à mão costuma ter mais facilidade para absorver informações. Além disso, linguagem, cognição e visão também são aprimorados durante este processo.

Mesmo que seu dia a dia demande muito tempo em frente ao computador e que digitar seja um hábito inevitável em sua vida, é importante reservar situações para a prática de escrita manual.

Aproveite o início de um novo período letivo e programe-se para realizar algumas tarefas à mão. Invista também na leitura. Ler aumenta seu vocabulário e isso facilita o ato de escrever.

Transforme seus hábitos e dê mais um passo em busca da sua melhor versão.