RI: aprovados em congressos nacionais e internacionais

4, setembro de 2019

Alunos do curso de Relações Internacionais são destaque em congressos internacionais e nacionais. Por meio da disciplina de Laboratório de Produção Textual III, ministrada pela professora Viviane Mozine, os alunos Gabriella Breda e Layse Rodrigues; Yan Lima Bonfim; Ana Vitória Tovar e Larissa Zuqui e Luiza Kister e Cauã Magno, tiveram seus artigos aprovados em relevantes congressos.

As publicações acadêmicas proporcionam a disseminação e transferência de conhecimentos, o reconhecimento e destaque no currículo. Produzir um artigo auxilia na interação da comunidade acadêmica e abre portas para um leque de novas ideias.

“As aprovações do artigos e apresentação em congressos colocam os alunos no centro das discussões sobre grandes temas contemporâneos, junto com outros pesquisadores e acadêmicos nacionais e internacionais. Ter um artigo aprovado mostra domínio sobre o conteúdo, boa escrita e capacidade de argumentação teórica e analítica, além da prática da oratória e do debate”, comenta a professora Viviane Mozine.

Confira os artigos aprovados:

Título: As Cidades Inteligentes e a Adaptação das Populações – O Caso Dinamarquês

Congresso: XVI Simpósio Nacional de Geografia Urbana

Luiza Kister e Cauã Magno

O artigo traz o tema das cidades inteligentes buscando apresentar a sua relevância no mundo atual, bem como seu desenvolvimento entre as populações.

Título: As Políticas Migratórias da União Europeia e o Contemporâneo Caso Italiano

Congresso: XVI Simpósio Nacional de Geografia Urbana

Gabriella Breda e Layse Rodrigues

O artigo examina as medidas advindas das tomadas de decisão da União Europeia (UE) acerca da crise migratória eclodida em 2015, convergindo-se em uma problemática consternadora da atualidade.

Título: Revolução Francesa e Conjuração Baiana: Influência de ideais iluministas

Congresso: XXII Semana Cultural Saberes

Ana Vitória Tovar e Larissa Zuqui

A Revolução Francesa é conhecida por historiadores, pesquisadores, acadêmicos e estudantes como um evento que não somente revolucionou o mundo com ideais iluministas, mas mudou o curso da história mundial como um todo. Tendo isso em vista, o presente artigo pretende discutir não somente este evento isolado, sua vitalidade e primazia na mudança do paradigma europeu do século XVIII, mas também como circunstância catalisadora para diversas mudanças e eventos históricos pelo mundo.

Título: Manutenção do quadro monárquico nas revoluções burguesas da Inglaterra e França

Congresso: XIII Congresso Brasileiro de História Econômica e 14ª Conferência Internacional de História de Empresas

Yan Lima Bonfim

Nesse artigo, busca-se abordar, por meio de autores da época, os motivos do resultado tão atípico das duas revoluções no que diz respeito à manutenção da monarquia, já que a Revolução Francesa, que ocorrera cem anos após a Inglesa, tivera como base autores que derivaram da experiência revolucionária inglesa o material de seus escritos.

Título: Guerra Civil na Irlanda do Norte (1968-1998): uma disputa que transcende a religiosidade

Congresso: II Congresso Internacional de História: Cultura, Poder e Sociedade

Julia Livio Amaral e Lucas Alexandre de Souza

O artigo estabelece uma análise do processo histórico de disputas na Ilha Irlandesa que passou por um processo de divisão territorial além de várias disputas de cunho cultural e religioso. Essas desavenças históricas culminam no conflito gerado entre grupos opositores nacionalistas católicos e unionistas protestantes na Guerra Civil da Irlanda do Norte (1968-1998), revelando que há um entrave com relação às identidades dessa região.

Título: Rússia de 1910 até a Revolução Comunista de 1923

Congresso: II Congresso Internacional de História: Cultura, Poder e Sociedade

Daniela Bomfim Gujanwsky

Este trabalho explora como a Rússia passou de um grande Império para a primeira grande república oficial e abertamente socialista do mundo. Identifica quais os motivos e acontecimentos que levaram à queda do czarismo, e o que levou uma população antes conformada a se revoltar e permitir uma completa revolução em seu estilo de vida e de governo.

 

 

Parabéns aos alunos pela aprovação. Vê-los sendo reconhecidos nos enche de orgulho!