Especialização em Planejamento, Gestão e Avaliação em Saúde

O Ministério da Saúde vem envidando esforços desde a regulamentação da Constituição Federal por meio de legislações e normas infra legais para a institucionalização do planejamento no Sistema Único de Saúde.  Muitos ganhos vêm sendo conquistados desde a instituição do Sistema de Planejamento do SUS – PlanejaSus, em 2009, entretanto ainda há muito que ser desenvolvido no interior do SUS para que o planejamento seja efetivado na prática.

A legislação sanitária estabelece três instrumentos básicos de planejamento e gestão do SUS: Plano de Saúde, Programação Anual e Relatório Anual de Gestão e sua relação com o Plano Plurianual de atividades e a Lei Orçamentária Anual, que são obrigatórios no SUS para que as esferas estaduais e municipais do SUS possam receber transferências da União. Há outros instrumentos de planejamento estratégicos no SUS que também orientam toda a organização do sistema público no Plano diretor de Regionalização, Programação assistencial, Planos de Investimentos, entre outros. Estes instrumentos de planejamento e gestão do SUS devem ser compreendidos, também, como instrumentos para o fortalecimento e sistematização dos pactos Inter federativos, privilegiando as instâncias gestoras do SUS como espaços de negociação e estruturação da Rede de Atenção à saúde, integrando os serviços e os recursos disponíveis.

Em 2011, o planejamento no SUS ganhou mais força, a partir do Decreto Federal n.º 7.508, que enfatiza o planejamento regional na organização do sistema público de saúde. Este Decreto regulamenta partes da Lei Federal nº. 8.080, de 19 de setembro de 1990. Na Lei Complementar nº. 141, de 13 de janeiro de 2012 consta que o processo de planejamento e orçamento será ascendente e deverá partir das necessidades de saúde da população em cada região, com base no perfil epidemiológico, demográfico e socioeconômico, para definir as metas anuais de atenção integral à saúde e estimar os respectivos custos. Os Planos Estaduais e Municipais de saúde deverão, portanto, explicitar as necessidades da população, as ações e serviços para atender a essas necessidades e os respectivos recursos financeiros.  A Portaria n. 2.135, de 25 de setembro de 2013, estabeleceu diretrizes para o processo de planejamento no âmbito do sistema público de saúde, introduzindo mudanças no planejamento do SUS e obrigando a reformulação dos processos de planejamento e programação das ações e serviços de saúde, Organizada em redes regionalizadas.

Neste contexto, as ações e serviços de saúde a serem desenvolvidos, no âmbito da região de saúde, devem ser planejadas e organizadas para atender as necessidades de saúde da população, partindo da realidade municipal.

Justifica-se, também, a realização deste curso em função de seu ineditismo, uma vez que não há registros de nenhum curso nesta área no Estado, o que ocasiona uma lacuna do conhecimento em relação ao planejamento e avaliação dos serviços de saúde.

Todos os 78 municípios capixabas necessitam desse conhecimento para elaborarem a cada quarto anos seus Planos Municipais de Saúde; anualmente suas Programações de Saúde e, também, anualmente seus Relatórios Anuais de Gestão, além de inúmeras outras peças de planejamento que são exigidas a depender de sua finalidade organizativa de serviços e/ou para captação de recursos junto ao Ministério da Saúde.

Formar especialistas para desempenharem suas atividades profissionais no âmbito da gestão dos sistemas estadual, municipal e regionais de saúde em consonância com o SUS, com ênfase em planejamento e avaliação das ações e serviços de saúde.

Objetivos Específicos

 1. Aperfeiçoar os conhecimentos dos educandos em relação às diretrizes, princípios e processos de trabalho do SUS e dos sistemas de serviços de saúde;

2. Possibilitar aos educandos conhecimento teórico-conceitual sobre planejamento estratégico, o desenvolvimento dos Instrumentos Básicos de Planejamento e Gestão do SUS;

3. Promover o desenvolvimento dos educandos que atuem ou que venham a atuar nos processos de trabalho de planejamento, programação assistencial, avaliação, e monitoramento e avaliação das ações e serviços de saúde.

4. Atualizar os participantes acerca dos avanços do planejamento estratégico situacional e sua aplicação para a reorientação dos processos de trabalho e a mudança de práticas no nível local e regional;

5. Contribuir para o crescimento profissional e pessoal dos educandos em áreas estratégicas da gestão da saúde pública que visem à qualidade de vida dos cidadãos e a eficiência nos serviços públicos.

Secretários Municipais de Saúde, técnicos municipais, regionais e estadual que atuem ou que venham a atuar nas áreas de planejamento, programação, monitoramento e avaliação no SUS.


UVV – Boa Vista
As aulas serão realizadas presencial e quinzenalmente as sextas-feiras das 19h às 22h30min e sábados de 8h as 16h. Aulas às segundas,terças, quartas e quintas-feiras, poderão ocorrer, mas em caráter especial e agendado com antecedência.

1. A turma só será confirmada quando alcançar o mínimo de 30 alunos matriculados.

2. Todos os cursos são reconhecidos com excelência pelo MEC/INEP.

3. A Universidade trabalha com profissionais com experiência prática, de mercado, e profundo conhecimento teórico.

4. A UVV trabalha com desconto de 10% na mensalidade para ex-alunos, empresas conveniadas e grupos de 05 ou mais alunos.

5. O curso tem 420 h/a e duração de até 18 (dezoito) meses, sendo:

  • 360h/a presenciais
  • Pelo menos 60 h/aula de atividades extraclasse (estudos e trabalhos individuais e/ou em grupo), relacionados as disciplinas ministradas.

Mais informações pelo telefone 27 – 3421 2263/2261

PREVISÃO DE INÍCIO: Março de 2020.

Anderson Sales Dias

Fisioterapeuta. Sanitarista, Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade de Brasília. Especialista em Políticas e Gestão do Cuidado, pela Universidade Federal da Paraíba. Experiência Profissional: Docente das disciplinas de saúde coletiva e gestão em saúde no curso de Graduação em Fisioterapia da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba e coordenador do projeto de Extensão Fisioterapia no Bairro, pela faculdade de Ciências Médicas da Paraíba.  Docente  em cursos de pó-graduação na Faculdade Santa Maria – Especialização em Saúde da Família e Comunidade – Disciplinas ministradas: Movimentos Sociais e controle Social. Diretor dos Distritos Sanitários I (Cruz das Armas) e II (Cristo) e do Centro de Atenção Integral à Saúde do Cristo (CAIS do Cristo), na Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa. Apoiador institucional da atenção básica na Secretaria de Estado da Saúde da Bahia (DAB/SESAB). Secretário de saúde do município de Pedras de Fogo-PB.  Apoiador Institucional no Projeto Mais Médicos para o Brasil, pelo Ministério da Educação. Membro da equipe gestora do Projeto Mais Médicos para o Brasil pela Diretoria de Desenvolvimento da Educação em Saúde (DDES), da Secretaria de Educação Superior (SESu) do Ministério da Educação (MEC). Coordenador pedagógico adjunto do Departamento de Políticas e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde (DEPREPS) da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) do Ministério da Saúde.  Atualmente consultor do Conselho Estadual de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba ( COSEMS-PB) e Facilitador do Projeto Fortalecimento da Gestão Estadual do SUS no Estado do Espírito Santo, uma parceria entre Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde e Conselho de Secretários de Saúde (CONASS).

 Luiza Maria de Castro Augusto Alvarenga.

Médica. Doutorado em História Social das Relações Políticas. Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Vitoria, Brasil. Mestrado em Saúde Pública. Universidade de São Paulo, USP, São Paulo, Brasil. Especialização em epidemiologia. Escola Nacional de Saude Publica, ENSP, Brasil. Especialização – Residência médica . Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Rio de Janeiro, Brasil.

Marcia Portugal Siqueira

Farmacêutica-Bioquímica. Mestre em Saúde Coletiva, área Gestão do SUS: Regulação de Sistemas de Saúde, da Atenção à Saúde e do Acesso, pela Universidade Federal do Espírito Santo; Especialização em Saúde Pública pela Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP – São Paulo; Especialista em Auditoria no SUS pela Fundação Técnico-Educacional Souza Marques – São Paulo; Especialista em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde pela Universidade Federal do Espírito Santo; Especialista em Política e Administração de Medicamentos pela Escola de Saúde de Minas Gerais. Graduação em Farmácia e Bioquímica pela Faculdade de Farmácia do estado do Espírito Santo.  Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo. Gerente do Núcleo Especial de Planejamento e Programação de Serviços de Saúde.    Professora, do curso de Pós Graduação de Auditoria e Regulação em Saúde pela Escola de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória – EMESCAM, Vitória – ES, Brasil.

 

Tânia Mara Ribeiro dos Santos

Enfermeira. Mestre em Saúde Coletiva, Graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Espírito Santo (1996). Atualmente é professor titular da disciplina Saúde Coletiva na Faculdade Novo Milênio. Professora de Pós-Graduação da Faculdade EMESCAM, na disciplina Políticas Públicas de Saúde, Atenção Primária à Saúde e Auditoria em Saúde. Trabalha na Secretaria de Estado da Saúde. Experiência profissional: Secretaria Estadual de Saúde do Espírito Santo, SESA desde 1998, Coordenadora Estadual da Atenção Primária à Saúde/SESA. Faculdade Novo Milênio, desde 2003.

Duração: 18 meses
Regime: Quinzenal
Local: Vila Velha
Telefone: (27) 3421-2110
Email: dpg@uvv.br
Parcelas: :1 Matrícula de R$ 280,00 +24 Parcelas de R$ 550,00 *Inscrições e Pagamentos feitos entre 01.07.2020 e 30.07.2020: 10% de desconto nas parcelas do curso. Inscrições e pagamentos feitos entre 01 e 31.08.2020: 7,5% de desconto nas parcelas do curso. *Desconto não cumulativo com outros descontos que a instituição concede. *Desconto válido para pagamentos efetuados até a data de vencimento dos boletos.

Matriz curricular

  • Politicas Públicas de Saúde no Brasil e No Mundo

    12 H

  • Modelos de Atenção á Saúde

    12 H

  • Informação em Saúde e Principais Sistemas de Informação em Saúde

    12 H

  • Vigilância Epidemiologica

    12 H

  • Vigilância Sanitária

    12 H

  • Vigilância Ambiental

    12 H

  • Vigilância em Saúde do Trabalhador

    12 H

  • Controle e Avaliação Assitencial: Instrumento de Suporte ao Planejamento da Saúde

    12 H

  • Cuidado em Saúde, Organização e Qualidade do Cuidado, Segurança do Paciente e Rede de atenção à Saúde - RAS

    12 H

  • Organização da Atenção Primária em Saúde e Metodologia da Estimativa Rápida Participativa

    12 H

  • Organização da Atenção Ambulatorial Especializada e Organização da Atenção Hospitalar

    12 H

  • Marco Teórico e Análise de Situação de Saúde

    12 H

  • Métodos de Planejamento em Saúde e Legislação Sanitária Aplicável ao Planejamento no SUS

    12 H

  • Principais Instrumentos de Planejamento no SUS: Como elaborar o Plano de Saúde - PS?

    12 H

  • Principais Instrumentos de Planejamento no SUS: Como elaborar o Programação Anual de Saúde - PAS

    12 H

  • Principais Instrumentos de Planejamento SUS: Como elabora o Relatório Anual de Gestão - RAG

    12 H

  • Planejamento e Programação da Atenção Primária e do Território da Equipe de Saúde da Família

    12 H

  • Planejamento e Programação da Assistência Farmaceutica

    12 H

  • Programação Pactuada e Integrada - PPI e Programação Geral das Ações e Serviços de Saúde - PGASS

    12 H

  • Participação e Controle Social: Responsabilidade e Relação com o Planejamento do SUS

    12 H

  • Metodologia Científica

    24 H

  • Financiamento do Sistema Único de Saúde

    24 H

  • Planejamento Orçamentário e Financeiro

    12 H

  • Métodos de M e A, Cadeia de Valor e Marco Teórico ou Lógico

    12 H

  • Indicadores de Avaliaçãode Desempenho: Como eleborar indicadores? Pactos Interfederativos

    12 H

  • Regulação no SUS: de sistemas, da atenção e do acesso como subsídio ao planejamento em saúde

    12 H

  • Planejamento para a qualificação da força de trabalho do SUS

    12 H

  • Seminários Temáticos

    08 H

Maria Leda De Muner

COORDENADOR(A)

Maria Leda Oliveira De Muner

Doutoranda em Educação pela Universidade de Sevilla Espanha; Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa - MG; Especialista em Supervisão Educacional pela Associação Salgado Oliveira de Educação e Cultura - RJ; Especialização de Educação Continuada em Avaliação Institucional, pela IESB – Universidade de Brasília; Graduação em Pedagogia pela FACIASC – Faculdade de Ciências Aplicadas Sagrado Coração em Linhares ES.

 

Você tem interesse em conhecer a UVV?

Os câmpus da UVV-ES possuem infraestrutura de padrões internacionais, com complexos laboratoriais de alta tecnologia e diversos serviços pensados para tornar a experiência do aluno inesquecível. Você pode conhecer melhor a UVV-ES fazendo um tour virtual, ou agendando uma visita. Seja bem-vindo a #FamíliaUVV.